Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

“Dr. Rey é um admirador do meu trabalho”, diz Dra. Iolanda Negrão após receber prêmio das mãos do cirurgião

Dra. Iolanda afirma que ainda tem muito para conquistar na área da harmonização facial

Por Analice Nicolau 17/05/2022 10h00
Dra. Iolanda afirma que ainda tem muito para conquistar na área da harmonização facial

Em uma área em constante crescimento em todo o mundo, Dra. Iolanda Negrão se destacou com um método de harmonização orofacial. Neste fim de semana ela teve o trabalho reconhecido pela Revista Evidência com o Prêmio Mulher 2022. Ela recebeu o troféu do famoso cirurgião plástico, Dr. Robert Rey.


Com clínicas em três cidades, sendo Campo Grande-MS, Cuiabá -MT e Sinop -MT, Dra. Iolanda já vinha sendo reconhecida pelo trabalho de excelência há anos, mas esse prêmio foi outra grande vitória pessoal e profissional para ela. “Principalmente, por superar todas as adversidades que foram colocadas na minha vida para que eu pudesse chegar até aqui”, afirmou sobre a gratidão de ter recebido.


Para tornar o momento ainda mais especial, a especialista recebeu o prêmio das mãos de um amigo, o cirurgião plástico Dr. Rey, que também visitou o consultório da Dra. Iolanda durante a passagem pelo Brasil. “O Dr. Rey é um admirador do meu trabalho, como médico atuante fora do Brasil, ele reconhece o nível do meu conhecimento como cirurgiã-dentista e talento nato. Me sinto lisonjeada por tanto reconhecimento e pela amizade desenvolvida entre nós”.


Sobre a nova conquista, Dra. Iolanda afirma que ainda há muito pela frente. Ela sempre está em busca de inovar e fazer um trabalho ainda melhor para cada paciente. “Ter nome e reconhecimento internacional são uma pequena parcela de tudo o que vou alcançar ainda dentro da harmonização facial. É uma satisfação sem fim ser a pioneira em todo o centro-oeste no quesito fios de sustentação e rinomodelação definitiva, além de criadora do hoje consolidado e reconhecido Protocolo Identidade Facial ®️ de rejuvenescimento e feminização de transsexuais”, concluiu.








Você pode gostar