Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

CCXP Awards anuncia finalistas da maior premiação nacional da cultura pop, com votação aberta nesta sexta (1)

O evento acontecerá no dia 15 de julho, na Sala São Paulo, apenas para convidados. Ao todo, são 32 subcategorias em Filmes, Séries, Literatura, Quadrinhos, Creators e Games & eSports

Por Analice Nicolau 02/07/2022 9h00
O evento acontecerá no dia 15 de julho, na Sala São Paulo, apenas para convidados

Com quase 200 mil votos populares no site da CCXP Awards e a seleção do júri técnico, a organização do evento anuncia a lista de finalistas para a maior premiação da cultura pop nacional. A primeira edição acontece no dia 15 de julho, na Sala São Paulo, e promete agitar a indústria cultural brasileira. Ao todo, serão distribuídos 32 troféus para as melhores obras, artistas e criadores de conteúdo em seis vertentes da cultura pop: Filmes, Séries, Literatura, Games & eSports, Quadrinhos e Creators.

A lista foi anunciada durante uma live na última quinta-feira (30) com a presença dos presidentes do júri e muitos spoilers sobre a premiação, entre elas, o Troféu da CCXP Awards.

Para eternizar, a CCXP Awards apresenta “Glória”, o troféu inspirado em um dos símbolos da cultura pop, os dragões. A escolha foi feita devido a presença dessa figura mitológica em todas as categorias presentes na CCXP Awards (Games, Filmes, Quadrinhos, Séries e Literatura). “Glória” vem trazer valores como a força transformadora, poder, liberdade, provação e barreiras a serem transpostas para alcançar o sucesso. Com esse storytelling, a premiação acredita que possui um ícone que vai além de um troféu na estante, mas sim uma memorabilia que já nasce sendo um dos prêmios mais cobiçados do país.

A partir desta sexta-feira (1), às 9h, até a próxima quarta-feira (6), o público terá a oportunidade de votar para eleger os vencedores de cada subcategoria pelo site do evento. Assim como na etapa anterior, a votação será composta do júri técnico e por votação aberta para o público que, mais uma vez, conta como o voto de um jurado.

Para Roberto Fabri, curador das marcas CCXP, a lista dos finalistas da premiação mostra a pluralidade e a qualidade do trabalho desenvolvido no Brasil. “Temos obras e celebridades finalistas de diferentes áreas da cultura pop nacional com oportunidade de subir no solo sagrado da Sala São Paulo, isso será histórico. Queremos entregar uma noite inesquecível e que todo esse trabalho junto à indústria de entretenimento ajude a acelerar ainda mais, a produção nacional”.

Desde seu anúncio, em abril, a CCXP Awards ressalta ser um evento independente do evento físico que acontecerá em dezembro. Para isso, a organização começou os trabalhos recrutando seu “Comitê de Especialistas”, um júri composto por artistas, produtores, desenvolvedores, gamers, creators, jornalistas e diversos outros players que fazem parte da indústria do entretenimento do país.

Na etapa seguinte, foram anunciados os presidentes dos júri, composto por nomes como Marina Person (Filmes); o diretor, roteirista e produtor Ian SBF (Séries); a colunista, youtuber e criadora da PerifaCon, Andreza Delgado (Creators); o jornalista esportivo e especializado em esports, Roque Marques (Games); Pedro Ferreira e Mariana Viana, jornalistas e criadores do canal “Fora do Plástico” (Quadrinhos) e Daniel Lameira, diretor criativo e editorial da Aleph (Literatura). No momento seguinte, a CCXP anunciou a composição do júri técnico em cada uma das vertentes, composto por nomes como Mari Palma, Bárbara Gutierrez, Maria Bopp, Carol Moreira, Natalia Kreuser, Leo Hwan, Laluña Machado, entre outros.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A CCXP Awards segue moldes estabelecidos por grandes eventos como o Oscar, Festival de Cannes e o The Game Awards fechado para o público, contando apenas com convidados. O evento de gala tem a previsão de duração de 2h30, excluindo alguns momentos como Red Carpet, homenagens e shows. A transmissão total do conteúdo, envolvendo a CCXP Awards, está estimada a ultrapassar seis horas e poderá ser conferida no site e redes sociais da CCXP, Omelete e streamer parceiros.

Vale destacar que na CCXP Awards, apenas as categorias “Filmes”, “Séries” e “Games” contarão com uma única subcategoria que irá premiar o melhor produto em escala global. Em todas as outras categorias e subcategorias, os concorrentes são 100% nacionais.

Na categoria filmes, os finalistas são: A Família Mitchell e a Revolta das Máquinas (Melhor Filme do Ano – Global); Ataque dos Cães; Druk – Mais uma Rodada; Encanto, e Judas e o Messias Negro. Entre os melhores nacionais, estão: A Última Floresta; Medusa; Medida Provisória; Eduardo e Mônica; Turma da Mônica – Lições.

Já a melhor direção brasileira fica por conta de Anita Rocha da Silveira – Medusa; Anna Muylaert e Lô Politi – Alvorada; Daniel Rezende – Turma da Mônica; Lázaro Ramos – Medida Provisória, e Luiz Bolognesi – A Última Floresta.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na lista de melhor ator brasileiro de filme, constam César Mello – Doutor Gama; Gabriel Leone – Eduardo e Mônica; Irandhir Santos – Piedade; Lázaro Ramos – O Silêncio da Chuva, e Seu Jorge – Marighella. Como melhor atriz brasileira, estão Alice Braga – Eduardo e Mônica; Grace Orsato – Meu nome é Bagdá; Jéssica Ellen – Cabeça de Nêgo; Renata Carvalho – Vento Seco, e Taís Araújo – Medida Provisória.

Na categoria séries de tv, estão as internacionais Round 6; Succession; Arcane; WandaVision, e Ted Lasso. Já a melhor série brasileira conta com Cidade Invisível; Manhãs de Setembro; O Caso Evandro; Sintonia, e Sob Pressão.

Entre os indicados a melhor ator brasileiro de série, estão Christian Malheiros – Sintonia; Fábio Assunção – Onde Está Meu Coração; Flávio Tolezani – DOM; Gabriel Leone – DOM, e Selton Mello – Sessão de Terapia. Como melhor atriz, estão Alessandra Negrini – Cidade Invisível; Hermila Guedes – Segunda Chamada; Letícia Colin – Onde Está Meu Coração; Letícia Colin – Sessão de Terapia, e Liniker – Manhãs de Setembro.

Na categoria quadrinho, os indicados a melhor brasileiro são Arlindo; Brega Story; Carniça e a Blindagem Mística: Parte Dois; A tutela do Oculto; Confinada, e Escuta, Formosa Márcia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Já como melhor quadrinista brasileiro, se enquadram Gidalti Jr. – Brega Story; Ilustralu (Luiza de Souza) – Arlindo; Laerte – Manual do Minotauro ;Marcello Quintanilha – Escuta, Formosa Márcia, e Shiko – Carniça, e a Blindagem Mística: A tutela do oculto.
Na lista de melhor álbum brasileiro, estão Arlindo; Brega Story; Carniça e a Blindagem Mística: Parte Dois; A tutela do Oculto; Escuta, Formosa Márcia, e Isolamento.

Como melhor tira e web-tira brasileira, seguem A Urna – Amanda Miranda; Anésia & Dolores
Como eu sobrevivi à COVID-19 e seus amigos! (Tira); Manual do Minotauro, e Tê Rex: Zapzombie.

Entre os melhores roteiristas brasileiros, estão Gabriel Nascimento – A menor distância entre dois pontos é uma fuga; Ilustralu (Luiza de Souza) – Arlindo; Kash Fyre – Espetaculare Meneghetti; Leandro Assis e Triscila Oliveira – Confinada, e Marcello Quintanilha – Escuta, Formosa Márcia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Como melhor desenhista brasileiro, constam Shiko – Carniça e a Blindagem Mística: A tutela do oculto; Orlandeli – Chico Bento – Verdades; Guilherme Petreca – Shamisen: Canções do Mundo Flutuante; Camilo Solano – Cidade Pequenina, e Gidalti Jr. – Brega Story.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Entre os melhores arte-finalistas brasileiros, estão Alcimar Frazão – Lovistori; Miranda – A Urna; Gidalti Jr. – Brega Story; Leandro Assis – Confinada, e Orlandeli – Chico Bento — Verdade.

Já os indicados a melhor colorista brasileiro, estão Fabi Marques – Anne de Green Gables; Guilherme Petreca – Shamisen: Canções do Mundo Flutuante; Ilustralu (Luiza de Souza) – Arlindo; Orlandeli – Chico Bento – Verdade, e Shiko – Carniça e a Blindagem Mística: A tutela do oculto.

Na categoria games & esports, os indicados a melhor game global são It Takes Two; Marvel’s Guardians of the Galaxy; Metroid Dread; Psychonauts 2, e Resident Evil Village. Já a lista de brasileiros é composta por Aspire: Ina’s Tale; Dodgeball Academia (Pocket Trap / Humble Games), e Unsighted (Studio Pixel Punk).

Entre os melhores games competitivos brasileiros, aparecem Free Fire; R6 – Tom Clancy’s; Rainbow Six Siege, e Valorant. E entre os melhores games mobile brasileiros, Free Fire; League of Legends: Wild Rift, e Pokémon Unite.

Como melhor ORG brasileiro, estão AfroGames; Fúria; Loud; paiN Gaming; RED Canids, e Kalunga. Dentre os melhores pro-players masculinos brasileiros, constam Andrei “Art” Piovezan; Gabriel “Aegis” Lemos; Gabriel “FalleN” Toledo; Gustavo “Sacy”, e Yago “Yago exe” Vinícius.

A lista feminina de melhor pro-player brasileira tem as indicadas Bruna “Bizinha” Marvila; Elizabeth “Liz” de Sousa; Gabriela “GaB” Scheffer; Karina “kaah” Takahashi, e Natália “Daiki” Vilela.

Na categoria literatura, entre os indicados na subcategoria melhor ficção brasileira estão A extinção das abelhas; O Serviço de Entregas Monstruosas, e O Último Ancestral. Entre as

  • Melhor não-ficção (BR) indicações de não-ficção brasileira estão Elke: Mulher maravilha; Ney Matogrosso: A Biografia, e Racionais Mc’s: Sobrevivendo no inferno.

Entre os indicados a melhores creators, na subcategoria melhor streamer masculino brasileiro, estão Alanzoka; Alexandre Gaules; Casimiro; Jota Plays, e Liminha. Já o time de brasileiras é composto por Camila Vieira (Kalera); Diana Zambrozuski; Gabi Cattuzzo; Nicolle Merhy (Cherrygumms), e Sher Machado.

Como melhor canal/criador revelação brasileiro, constam Folclore BR: Uma Nova Visão; Luva de Pedreiro; Professor Noslen; Raphael Vicente, e Thallita Xavier. Já como melhor criador de conteúdo brasileiro, estão Carol Moreira; Diva Depressão; Jovem Nerd; Mikannn, e PH Santos.

Como melhor podcast brasileiro, os indicados são Confins do Universo; Mano a Mano; Modus Operandi; NerdCast, e Um Milkshake Chamado Wanda. Já como melhor mesacast brasileiro, estão Ciência Sem Fim; Lança a Braba Podcast; Mais que 8 minutos; Podpah, e Venus Podcast.

Para votar nos indicados, basta acessar o site https://participe.ccxpawards.com/








Você pode gostar