Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

Apesar de trabalhar com Harmonização Orofacial, Nayane Vianna defende a prevenção, os cuidados diários e a autoestima

Determinada, perfeccionista e focada nos detalhes, Nayane Vianna superou diversos desafios para conquistar reconhecimento na área em que atua

Por Analice Nicolau 18/01/2022 12h00
Determinada, perfeccionista e focada nos detalhes, Nayane Vianna superou diversos desafios para conquistar reconhecimento na área em que atua

Embora trabalhe com procedimentos de harmonização, Nayane Vianna enfatiza que não é fã de grandes mudanças. “Acredito que o essencial é fazer com que as pessoas consigam se olhar de forma mais positiva”, afirma. Além disso, Nayane Vianna é defensora dos cuidados diários, da prevenção, do rejuvenescimento e da autoestima. A profissional é proprietária das clínicas NAYHOF, localizadas em Votuporanga – sua cidade natal e São José do Rio Preto.

Nascida em Votuporanga, São Paulo, Thais Nayane Vianna Santos, conhecida como Nayane Vianna, é referência em Harmonização e Rejuvenescimento no Brasil. Recentemente a profissional foi convidada para realizar uma capacitação na Universidade de Harvard, para onde vai embarcar em junho deste ano. Determinada, perfeccionista e focada nos detalhes, Nayane Vianna superou diversos desafios para conquistar reconhecimento na área em que atua .

“Já tive grandes desafios na Harmonização Orofacial, principalmente por ser uma especialidade nova, com muitas barreiras e também tentativas de reserva de mercado por outras áreas da saúde, mas nunca pensei em desistir. É o que amo e sei fazer”, reitera. Embora trabalhe com procedimentos de harmonização, Nayane Vianna enfatiza que não é fã de grandes mudanças. “Acredito que o essencial é fazer com que as pessoas consigam se olhar de forma mais positiva”, afirma.

Formou-se em 2016 e, ainda durante a faculdade, realizou estágio na área de harmonização Orofacial. Posteriormente se especializou em prótese e viajou por todas as regiões do País em busca de capacitações no segmento. “Já tive grandes desafios na Harmonização Orofacial, principalmente por ser uma especialidade nova, com muitas barreiras e também tentativas de reserva de mercado por outras áreas da saúde, mas nunca pensei em desistir. É o que amo e sei fazer”, reitera.








Você pode gostar