Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Figuras de Brasília

Figuras de Brasília: Elmo Serejo

Por João Amador 20/08/2018 11h16

Elmo Serejo nasceu no dia 7 de abril de 1928 em São Luís, no Maranhão. Ainda criança, mudou-se com a família para Salvador, onde formou-se em engenharia civil pela Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia.

 

Foi engenheiro da Prefeitura de Salvador, secretário de Urbanismo e assessor especial do prefeito para planejamento e urbanismo. Quando o general Ernesto Geisel tomou posse como presidente, em 1974, Serejo foi convocado para assumir a função de governador do Distrito Federal (as eleições não eram diretas naquela época). Ao exercer o cargo, tentou retomar o respeito ao plano urbanístico de Lucio Costa, chamando Oscar Niemeyer e Burle Marx para orientá-lo no desenvolvimento da cidade.

 

Construção da ligação entre W3 Sul e Norte em 1975

 

A administração de Elmo Serejo ficou marcada por várias melhorias viárias em Brasília, como a ligação entre W3 Sul e Norte, a construção da Ponte Costa e Silva (atual Honestino Guimarães), a duplicação da L2 Norte, a construção da Via Estrutural, além da criação do Parque da Cidade Rogério Pithon Farias (nome de um de seus filhos, que havia morrido em um acidente de carro) e do Centro de Convenções. Em 1979, foi substituído por Aimé Lamaison.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Início das obras do Parque da Cidade em 1974

 

Nas eleições de 1990, agora diretas, Serejo disputou o governo do Distrito Federal, mas não venceu. O engenheiro morreu em 1994, aos 66 anos. Em sua homenagem, foram nomeados o estádio Elmo Serejo Farias – o Serejão – e a avenida Elmo Serejo, ambos em Taguatinga.

 

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

 








Você pode gostar