Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Celebrar

Um Malbec para chamar de seu

Por Luciana Barbo 15/04/2019 3h28
Dia 17 de abril de comemora o Dia do Malbec em todo o mundo (foto: Charles Damasceno)

Em 2011, a Wines of Argentina instituiu o 17 de abril como Dia do Malbec. A intenção da instituição que trabalha pelo fomento da produção enológica do país vizinho era chamar a atenção para a uva que colocou regiões como Mendoza no mapa da enologia mundial.

A Malbec chegou à Argentina em 1853, trazida da região francesa de Bordeaux pelo enólogo Michel Aimé Pouget. Nesse mesmo ano, em 17 de abril, foi apresentado o projeto que criou a Fundação da Escola de Agricultura de Mendoza. Esse passo foi superimportante para a consolidação da indústria do vinho no país.

Mas por que essa uva se adaptou perfeitamente ao terroir argentino? Especialmente pelas terras áridas, as altitudes elevadas dos vinhedos (acima dos mil metros), a diferença de temperatura entre o dia e a noite, que pode chegar a 30°C, e a escassez de chuva.

Tudo isso dá origem a frutos de casca mais espessa, cheios de concentração de sabor e do açúcar, que mais tarde vai se converter em álcool. Em geral, os tintos argentinos de Malbec são encorpados, com aspecto arroxeado, aromas de frutas negras bem maduras, leve tom floral de violeta, especiarias e chocolate. Sua acidez é geralmente equilibrada.

Em Brasília

As comemorações em torno da uva em Brasília se convertem em descontos em restaurantes e degustações. Até o fim do mês, rótulos da Porto a Porto estarão com preços mais em conta. No Lakes (402 Sul), Dolce Far Niente (Av. das Castanheiras) e Norton (Brasil 21), por exemplo, o Nieto Senetiner Malbec DOC sai a R$ 89 e o Don Nicanor, a R$ 135. Já o Raport (201 Sul) e a Confraria Chico Mineiro (104 Norte) oferecem o Alfredo Roca Fincas Malbec a R$ 69. Enquanto isso, a Quitinete Gourmet tem o Emília Malbec e o Roca Malbec-Merlot por R$ 59.

Em parceria com a Decanter, o Toro Parrilla (104 Sul) recebe os amantes da Malbec no dia 17/4 para uma degustação de 30 rótulos com essa uva. A noite terá ainda queijos selecionados pelo bar Teta Cheese. Os convites saem a R$ 160 e será possível comprar os rótulos com descontos de 30%.

Na Embaixada da Argentina, no entanto, a comemoração só ocorre no dia 25. Pelo menos 14 importadoras da cidade estarão por lá mostrando por que a Malbec é a queridinha da América do Sul.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar