Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Para evitar novos estragos, GDF anuncia medidas contra chuvas no DF

Publicado

em

Publicidade

Tácio Lorran
redacao@grupojbr.com

Após a tempestade que deixou diversas áreas alagadas, o Distrito Federal poderá sofrer novos prejuízos durante esta segunda ou terça-feira, segundo alerta do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) . Como forma de prevenção a curto prazo, o governador em exercício do DF, Paco Britto, anunciou em reunião no Buriti, que tesourinhas com maior risco de inundação serão bloqueadas logo que as chuvas começarem.

Leia mais: Novacap faz recolhimento árvores que caíram por causa da chuva
Chuva forte obriga Aeroporto a suspender decolagens temporariamente
Chuva destrói livros e equipamentos na UnB

As ações foram anunciadas durante coletiva no início da tarde desta segunda-feira (22). Paco Britto e o secretário de obras Izídio Santos deram maiores informações sobre as propostas que serão tomadas para inibir o risco de novos problemas.

Publicidade

Entre elas, as tesourinhas das quadras 402, 406, 209, 210, 109 e 110 Norte – onde um carro ficou submerso durante a tempestade de ontem. A Polícia Militar do DF (PMDF) e o Detran-DF já foram acionados diante da possibilidade.

“Ontem, por ser domingo, o dano foi menos pior. Hoje, que é um dia normal, uma chuva dessa pode ter perigos de vida”, diz Santos . O secretário ainda explica que o governo busca de início uma medida preventiva para que a população não corra risco de vida.

Equipes do Corpo de Bombeiro (CBMDF), do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) e da Companhia Energética de Brasília (CEB) estarão à disposição da população para reparos de novos acidentes, como informa Paco Britto. Segundo o governador em exercício, a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) foi acionada na manhã desta segunda e deverá ter uma nova equipe de plantão.

O governo afirma que a medida preventiva servirá para todo o DF. “Área crítica é onde estiver a tempestade”, conta Paco. “Ontem só afetou o Plano Piloto e os Lagos Sul e Norte. Se houver tempestade em outras regiões administrativas, com certeza o governo estará lá”, disse.


chuva
Chuva neste domingo (21). Foto: Reprodução

Próximos dias

A previsão do Inmet é que a chuva possa dar uma trégua na quarta-feira (24), mas ainda assim o tempo ficará de nublado a parcialmente nublado. Hoje, a temperatura varia de 16º a 30ºC, enquanto a umidade relativa do ar fica entre 95 e 40%.

Desde 2008

De acordo com a secretaria de obras, as medidas a longo prazo serão feitas com a atualização de um projeto de drenagem urbana que está parado no Tribunal de Contas no DF (TCDF) e no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan-DF). Iniciado em 2008, o projeto prevê soluções alternativas de drenagem pluvial, como a criação de bacias em áreas específicas do Plano Piloto.

Com o crescimento da população, o secretário de obras afirma que será preciso reformular o projeto e fazer uma nova licitação. Ainda não se sabe a data exata do licenciamento, mas prometeram que acontecerá ainda este ano. “Hoje seria prematuro falar algum prazo. Vamos contratar projetos e essa questão demanda tempo. Após isso, tem todo um rito para a licitação”, explica Esídio.

Outro ponto que precisará ser atualizado são os valores envolvidos durante o projeto. O secretário de obras explica que o novo será “bem mais caro”. “A própria alteração de bacias a céu aberto para para bacias enterradas indica que vai ter uma elevação de preço”, calcula o secretário de obras.

Perguntado sobre a possibilidade de falta de planejamento por parte do governo, Paco Britto explicou que a culpa vem de das gestões anteriores. “Se foi falta de planejamento, não foi do Ibaneis, mas do governos anteriores”, critica. Ele explica que o projeto SOS DF, realizado há cerca de um mês, limpou as bocas de lobo do DF, mas ele não garantiu que todas foram tratadas.

Ações já realizadas

Durante o domingo, foram realizados um total de 37 atendimentos decorrentes dos estragos causados pela chuva no DF. Os bombeiros mobilizaram mais de 60 profissionais, atendendo 11 ocorrências de inundações, além de realizar 40 cortes de árvores.

O Departamento de Estradas e Rodagens (DER-DF) retirou quase todas as interrupções do Eixão, que haviam sido colocadas durante a chuva deste domingo. O metrô não teve avaria de infraestrutura e a estação Central também já foi desobstruída.

Por volta das 11h, parte da W3 norte foi liberada. Até o final do dia, a via estará totalmente livre. No Hospital Regional da Asa Norte (Hran), a Novacap está fazendo o levantamento de reparos necessários.

O outro lado

Em nota, o TCDF negou que o processo sobre a primeira etapa  para execução de drenagem pluvial no Plano Piloto, mencionado por Paco Britto está parado no Órgão.

Segundo o Tribunal, o processo foi autuado, inicialmente, em junho de 2013 e na primeira análise promovida, o corpo técnico encontrou sobrepreços de até 100% em vários itens e outras supostas irregularidades. A nota ainda diz que, no mesmo ano, a própria Novacap decidiu adiar a licitação sine die (sem prazo definido).

Posteriormente, em 2015, o TCDF fez nova análise do edital e emitiu um parecer com alterações para execução dos serviços. De acordo com o Tribunal, o trâmite dos documentos com as alterações solicitadas pela Corte seguiram com celeridade para o governo que não fez as adaptações necessárias.

A nota ainda diz que, no último dia 12 de abril, a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Serviços Públicos do Distrito Federal – Sinesp/DF protocolou no TCDF o Relatório de Viabilidade – Drenar/Taguatinga para avaliação do Tribunal e que este documento está em análise pelo corpo técnico da casa.


Você pode gostar
Publicidade