fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Empresários do DF desenvolvem plataforma de estudo baseada na tríade da aprovação

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Ana Ferreira
ana.ferreira@jornaldebrasilia.com.br

Que atire a primeira pedra o concurseiro que nunca soltou a frase: “amanhã releio o conteúdo”. O hábito de procrastinar – transferir para outro dia ou deixar para depois uma tarefa que precisa ser executada – é mais comum do que se imagina no dia a dia. E com a galera que se dedica aos certames públicos não é diferente. Pensando nisso, dois empresários de Brasília desenvolveram uma plataforma de estudo que alia teoria e tecnologia e promete uma nova forma de ensinar.

Alexandre Bento, 32 anos e Wilson Junior, 31 anos são servidores públicos. Alexandre conta entrou na maratona de estudos, desde muito cedo e, que com o passar dos anos, após alguns insucessos descobriu o que era necessário para atingir seus objetivos.

“Tive frustrações grandes, estudava pela manhã, tarde e noite e ainda assim reprovei em alguns processos”, disse. “Foi então que percebi que precisava de planejamento. Como sempre tive um viés empreendedor, pesquisei sobre o assunto e junto com meu sócio, descobrimos um enorme potencial no mercado”, afirma.

Método

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Divulgação

Divulgação

Segundo o idealizador do projeto, o coaching do estudo é um método se utiliza de plataforma online e sessões regulares presencial ou por Skype, em que são colocadas tarefas específicas e diárias para os estudantes. Como diferencial ele apresenta o conceito de tríade da aprovação: planejamento, metodologia e controle emocional. Alexandre defende que trabalhar esses três pontos são fundamentais para que o aluno seja considerado apto a participar de seleções.

“Planejar remete ao foco, gerenciar tempo e o plano de estudo do aluno. A metodologia é saber elaborar bons resumos, revisões criar técnicas de produtividade e, o controle é lidar com medo, a frustração e ansiedade. Muita gente peca na parte emocional”, afirmou.

Game do estudo

A técnica segundo Alexandre, foi elaborada para que o aluno encare o hábito de estudar como se estivesse em um jogo. Cada participante recebe premiações e incentivos a medida que as tarefas solicitadas são executadas.

“Há alunos que criam um hábito tão forte que se organizam para fazer todas as tarefas com antecedência quando sabem que terão um imprevisto só para não ter a cor do plano alterada (se o aluno atrasa ou não faz fica roxo)”, assegurou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O empresário frisa que o método pode ser utilizado tanto por alunos que tem o costume de estudar como para os iniciantes. Ele ressalta que o principal objetivo da criação é dar oportunidade ao estudante.

“Não prometemos que após concluir o processo o aluno estará selecionado entretanto, podemos afirmar que ele se encontra “competitivo” para participar de um certame. Não ensino o que deu certo para mim, cada aluno aprende a trabalhar com o seu método sistematizado, desenvolvido exclusivamente para ele”, disse.

A aluna Natália Cabral, 19 anos, aderiu ao método há quatro semanas. o objetivo da estudante é conseguir uma vaga para o curso de medicina na Universidade de Brasília (UnB). Segundo a jovem, além do acompanhamento recebido, o fator motivacional é o principal diferencial do método. “Tenho dificuldade com tempo de prova. No meu plano de estudo, a técnica foca exatamente onde tenho deficiência. Sou acompanhada e monitorada mas percebo a tática como forma de incentivo”, relatou.

Para obter informações sobre o método acesse a página da tríade ou pelos telefones
(61) 3046-1650 e 9 9984-8685.

 


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade